Skip to main content

Como já falamos aqui no blog da Leega, os dados são cada vez mais indispensáveis para as empresas de todos os portes e segmentos de atuação. Por isso, o termo data-driven vem se popularizando tanto nos últimos tempos.

Afinal, quem deseja ter uma gestão mais inteligente e estratégica precisa implementar uma cultura de dados, enfatizando sua importância dentro da organização e criando uma conscientização dos profissionais.

Assim, é possível garantir que as informações dos mais diversos setores sejam coletadas, processadas e analisadas para gerar uma empresa data-driven, ou seja, com estratégias e decisões guiadas e orientadas por dados.

Na prática, é o fim de achismos, palpites e de uma gestão que deixa de embasar decisões por sentimentos e opiniões sem análises aprofundadas da própria empresa, da concorrência e do mercado.

Vale destacar que, nos últimos 5 anos, segundo dados do Google Trends, aumentou em 3 vezes o número de buscas pelo termo data-driven.

Portanto, é preciso entender melhor sobre este assunto para colocar em prática na sua empresa e gerar benefícios reais.

 

Mas o que é data-driven?

 

Este conceito veio como uma extensão da área de ciência de dados, que utiliza algoritmos e métodos para transformar dados em conhecimento.

Neste sentido, o data-driven no mundo corporativo passou a incorporar ferramentas, como Big Data, Inteligência Artificial, Analytics e Machine Learning, para apoiar os processos de coleta, armazenamento, processamento, interpretação e análise das informações a fim de gerar insights.

A partir desse entendimento, o data-driven une metodologia e ferramentas para orientar os processos organizacionais e até a cultura da empresa por dados. Assim, é possível tomar decisões com base na coleta e análise de informações. O que gera maior capacidade de identificação de oportunidades e descoberta de tendências.

Mas como o data-driven gera esse aumento de resultados com maior lucratividade? São diversos os efeitos positivos gerados, como por exemplo:

  • Tomada de decisões mais ágeis e confiáveis
  • Elaboração de estratégias mais eficientes
  • Maior capacidade de previsão futura
  • Potencial elevado de adaptação e reações rápidas às mudanças
  • Melhora do planejamento
  • Mais facilidade para monitorar os resultados

 

Como funciona o data-driven aplicado à cultura da empresa

 

Além de todos os impactos mencionados, uma cultura guiada por dados ajuda a promover maior autonomia da equipe. Uma vez que, no cenário sem informações integradas, disponíveis e aplicadas, a tendência é ter profissionais mais dependentes dos gestores, tornando inclusive os processos mais lentos e burocráticos.

No entanto, ao adotar a cultura de dados, os funcionários podem, a partir de dados confiáveis, executar suas tarefas com maior autonomia, aumentando a produtividade e tomando as próprias decisões, sem depender de outros.

Por isso, é fundamental ter essa visão mais ampla de data-driven aplicado à cultura organizacional e não apenas à gestão, à estratégia ou a algum setor específico. Com esse foco mais amplo e abrangente, é possível ter ainda mais vantagens estruturais no seu negócio, como:

  • Maior integração e compartilhamento, facilitando o acesso às informações;
  • Otimização de processos em todos os níveis;
  • Melhor segmentação de mercado e de público-alvo;
  • Maior foco nas necessidades e expectativas dos clientes.

 

Como implementar o data-driven na prática nas empresas

 

Como vimos, para usufruir dos benefícios do data-driven, as empresas precisam ir além de adquirir os melhores softwares e incorporá-los à sua rotina, se concentrando também na mudança de mentalidade interna.

É necessário construir uma cultura dentro da empresa para valorizar os dados, modificar a postura dos gestores e colaboradores, e garantir que os líderes promovam o data-driven em todos os níveis.

A partir disso, é possível atuar em algumas frentes para que os dados tragam os resultados esperados. Vamos ver:

 

1. Objetivos e estratégia

 

As empresas devem determinar e estruturar os seus objetivos com o uso dos dados. Assim, é possível estabelecer uma cultura e estratégia data-driven, realizando ajustes e melhorias nos processos de coleta, processamento e análise de dados, a fim de otimizar as decisões.

Vale a pena, inclusive, adotar KPIs (indicadores-chave de performance) na sua empresa. O que facilita a análise de dados de acordo com os objetivos.

 

2. Nova organização empresarial

 

Como falamos, todas as áreas do negócio, seja marketing, vendas, finanças, TI e até RH, podem aproveitar os insights gerados pelas informações coletadas na operação. Porém, para utilizá-los adequadamente, é preciso adaptar a estrutura organizacional a essa nova mentalidade e cultura baseada em dados.

 

3. Capacitação da equipe

 

Para que o data-driven seja assertivo, os colaboradores são essenciais. É fundamental ter profissionais com conhecimentos e capacidades na área de ciência de dados. Com isso, é possível verificar lacunas que precisam ser preenchidas na capacitação da equipe para atuar nos pontos centrais da estratégia de dados.

 

4. Escolha da parte técnica

 

As ferramentas usadas para a orientação de dados devem ser definidas de olho no tipo de negócio, objetivos e particularidades de cada empresa. Dessa forma, fica mais fácil desenhar processos de captação e análise de dados, garantindo flexibilidade e escalabilidade, além do melhor aproveitamento das informações.

 

5. Governança de dados

 

Por fim, gostaria de falar sobre a importância de a empresa estar em compliance com as legislações de proteção de dados, como a LGPD no Brasil e a GDPR na Europa, se for o caso.

Para cumprir com as regulamentações, é importante adotar boas práticas de governança de dados para manter a qualidade dos dados utilizados, garantindo transparência, segurança e privacidade de informações de usuários.

 

Conheça a Leega

 

Para te ajudar com projetos data-driven, conte com um parceiro especializado e qualificado, como a  Leega.

Com mais de 20 anos de experiência em soluções de Data Analytics, além de 10 anos de consultoria em soluções de Business Intelligence, Data Integration, Cloud e Analytics, desenvolvemos projetos personalizados para o seu negócio.

Atuamos em diversas áreas, como Data Analytics, Marketing Analytics, Machine Learning, Cloud Migration, Governança de dados, e muito mais, gerando alto valor para sua empresa.

 

Tenha os melhores processos de coleta, tratamento, armazenamento, integração e análise de dados integrados e de acordo com a sua necessidade.

Entre em contato agora mesmo com nossa equipe.

Clique Aqui

 

 

 

 

 

 

Suellen Moreno

About Suellen Moreno

Deixe uma resposta