Skip to main content

Uma das maiores demandas e prioridades de empresas hoje em dia, independentemente do seu nicho, é dar um passo em direção à transformação digital. Nesse contexto, a migração para a nuvem é uma etapa fundamental para começar esse processo de forma bem-sucedida. Afinal, o conceito de Cloud Computing está intimamente conectado com outras tecnologias-chave, como Big Data, Machine Learning e Business Intelligence.

Soluções de computação na nuvem oferecem inúmeras vantagens para negócios, com destaque para o fato de ser uma solução altamente flexível e escalável. No mais, para ter acesso aos dados e ferramentas, o usuário somente precisa ter conexão à internet e pode fazer isso de qualquer lugar.

Dessa forma, o Cloud Computing beneficia a mobilidade e a produtividade, otimizando rotinas de trabalho e colaboração entre equipes. Sem contar na segurança e custo-benefício dessa tecnologia, que permite reduzir gastos com infraestrutura.

Mais do que uma tendência, a migração para a nuvem é uma demanda real para negócios que querem estar alinhados ao futuro e com as melhores práticas, além de ganhar competitividade. 

Para saber como realizar esse processo de forma eficiente e segura, continue a leitura deste artigo e confira nosso passo a passo!

1. Mapeie o que será migrado

Comece com o planejamento. Nessa fase, é preciso examinar o negócio e definir o que será migrado. Dependendo da complexidade do negócio, vale a pena cogitar uma migração para a nuvem em etapas.

Por exemplo, os primeiros sistemas ou conjuntos de dados a serem migrados podem ser os mais leves e menos críticos para o negócio.

Desse jeito, é possível avaliar o andamento do processo e aprender com os problemas, percalços e variáveis. Essa primeira experiência servirá como aprendizado e guia para mitigar riscos nas próximas migrações.

2. Selecione o provedor adequado

Escolher o serviço de nuvem a ser contratado deve ser a etapa seguinte. Realize uma boa pesquisa e avalie as opções, pois essa é uma decisão de longo prazo.

Além disso, tenha sempre em mente as vantagens que deseja conquistar para o seu negócio com uma migração para Cloud Computing: custo-benefício, segurança, escalabilidade e flexibilidade. Algumas boas opções disponíveis no mercado são:

  • Amazon Web Service: é um provedor na nuvem da Amazon Inc., sendo econômico e moderno. O AWS inclui recursos de computação, armazenamento e largura de banda que são escaláveis. O modelo de inscrição é via assinatura ou pagamento conforme a quantidade de serviços individuais que você precisa;
  • Windows Azure: o provedor da Microsoft oferece uma variedade de recursos além do armazenamento, que pode ser implementado em ambiente local, híbrido, multinuvem ou de borda;
  • Google Cloud Platform: a plataforma de nuvem pública do Google é amplamente conhecida pelo público, que além de fornecer uma infraestrutura de TI para armazenamento, rede, Big Data, gerenciamento, ferramentas de desenvolvedor e mais, ainda inclui o acesso a ferramentas de produtividade e colaboração. Dentre suas funcionalidades, oferecem e-mail personalizado, como o Gmail, além de diversas outras finalidades, como o Agenda, Meet, Drive, Apresentações, Sheets etc.  

3. Escolha seu parceiro de migração

Esse é o ponto-chave para o sucesso de uma migração para a nuvem. Ter o apoio de uma empresa especializada e de confiança faz toda diferença para que o projeto de implementação de Cloud Computing seja seguro, eficiente e adequado às demandas do negócio.

Em suas buscas, analise a expertise e o tempo de atuação no mercado de parceiros em potencial. Se possível, confira cases de sucesso da empresa, preferencialmente em um segmento semelhante ao seu.

A Leega está presente há mais de 20 anos no mercado e é especialista em serviços de Data Analytics e Cloud Computing, oferecendo qualidade, inteligência, inovação e custo-benefício.

4. Tenha um cronograma para a migração para a nuvem

Uma vez que o mapeamento foi feito, é importante elaborar um cronograma com as etapas da migração para que tudo corra de forma planejada e organizada. Essa iniciativa é crucial para evitar retrabalho e inconsistências.

Determine os prazos, recursos que serão migrados em cada etapa e indicadores para mensurar a eficiência do processo.

5. Prepare e treine sua equipe

Quando empresas investem em inovação, um passo fundamental é garantir que as pessoas que operarão essa tecnologia estejam preparadas para tirar o melhor proveito dela.

Logo, organize treinamentos para que todos conheçam os novos recursos, a segurança, os riscos e as atribuições que ele exigirá.

Apostar na migração para a nuvem entrega uma ampla gama de benefícios para empresas, permitindo que elas operem com mais competitividade, produtividade e segurança para otimizar processos e custos, além de conquistar resultados maiores e melhores.

Se você gostou do conteúdo e está pensando em embarcar nessa jornada em direção a uma empresa mais moderna e conectada, conte com a Leega para dar esse passo! Conheça nossas soluções e expertise agora mesmo!

Patricia Machado

About Patricia Machado

Deixe uma resposta